Terapia Cognitiva Comportamental

Terapia Cognitiva Comportamental mudança de pensamento

A terapia cognitiva comportamental (TCC) é um tipo de tratamento psicoterápico que ajuda os pacientes a entender os pensamentos e sentimentos. TCC é normalmente utilizado para tratar uma ampla gama de desordens, incluindo fobias, dependência, depressão e ansiedade.

A terapia cognitiva comportamental é geralmente de curto prazo e focada em ajudar as pessoas a solucionarem um problema específico. Durante o curso do tratamento, as pessoas aprendem a identificar e mudar os padrões de pensamentos destrutivos ou perturbadores que têm uma influência negativa sobre o comportamento.

O conceito básico da terapia cognitiva comportamental é que os nossos pensamentos e sentimentos desempenham um papel fundamental em nosso comportamento. Por exemplo, uma pessoa que passa muito tempo pensando sobre acidentes de avião, podem passar a evitar viagens aéreas. O objetivo da terapia cognitivo comportamental é ensinar os pacientes que, enquanto eles não podem controlar todos os aspectos do mundo ao seu redor, eles podem assumir o controle de como interpretar e lidar com as coisas em seu ambiente.

A terapia cognitiva comportamental tem se tornado cada vez mais popular nos últimos anos porque ela é geralmente uma opção de tratamento a curto prazo, e muitas vezes mais acessível do que alguns outros tipos de terapia. Este tipo de terapia tem demonstrado que efetivamente pode ajudar as pessoas a superarem uma grande variedade de comportamentos desajustados.

Os Componentes da Terapia Comportamental Cognitiva

As pessoas muitas vezes experimentam pensamentos ou sentimentos que reforçam ou agravam crenças equivocadas. Tais crenças podem resultar em comportamentos problemáticos que podem afetar várias áreas da vida, incluindo a família, relacionamentos amorosos, no trabalho e acadêmicos. Por exemplo, uma pessoa que sofre de baixa auto-estima pode ter pensamentos negativos sobre suas próprias habilidades ou aparência. Como resultado desses padrões de pensamento negativo, o indivíduo pode começar a evitar situações sociais ou deixar passar oportunidades para o avanço no trabalho ou na escola.

Para combater esses pensamentos e comportamentos destrutivos, um terapeuta cognitivo-comportamental começa por ajudar o cliente a identificar as crenças problemáticas. Esta fase, conhecida como análise funcional, é importante para aprender como pensamentos, sentimentos e situações podem contribuir para comportamentos desajustados. O processo pode ser difícil, especialmente para os pacientes que lutam com a introspecção, mas pode levar à auto-descoberta e insights que são uma parte essencial do processo de tratamento.

A segunda parte da terapia cognitivo-comportamental centra-se nos comportamentos reais que estão contribuindo para o problema. O paciente começa a aprender e praticar novas habilidades que podem ser colocadas em uso em situações do mundo real. Por exemplo, uma pessoa que sofre de dependência de drogas pode começar a praticar as novas habilidades como forma de evitar situações sociais que podem desencadear uma recaída.

Na maioria dos casos, a TCC é um processo gradual que ajuda a pessoa a tomar medidas incrementais para uma mudança de comportamento. Alguém que sofre de ansiedade social pode começar simplesmente imaginando-se em uma situação social que provoca ansiedade. Em seguida, o paciente pode começar a praticar conversas com amigos, familiares e conhecidos. Ao trabalhar progressivamente em direção a um objetivo maior, o processo parece menos assustador e as metas mais fáceis de atingir.

A terapia cognitiva comportamental tem sido usada para tratar pessoas que sofrem de uma ampla gama de doenças, incluindo ansiedade, fobias, depressão e dependência química. TCC é um dos tipos mais pesquisados de terapia, em parte porque o tratamento é focado num objetivo e os resultados são altamente específicos e podem ser medida de forma relativamente fácil.

Inicialmente, alguns pacientes sugerem que, enquanto eles reconhecem que certos pensamentos não são racionais ou saudáveis, simplesmente tornam-se conscientes que esses pensamentos não sçao fáceis de controlar. É importante notar que esta terapia não envolve apenas a identificação desses padrões de pensamento, que é focado em utilizar uma ampla gama de estratégias para ajudar os pacientes a superar esses pensamentos. Tais estratégias podem incluir técnicas de relaxamento, jogos e distrações mentais.

Terapia Cognitiva Comportamental 2

Terapia Cognitiva Comportamental 3

Terapia Cognitiva Comportamental 4

Terapia Cognitiva Comportamental 5





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *